NÃO ASSINANTE?
ASSINE JÁ

{{ noticia.titulo }}

{{ noticia.subtitulo }}

{{ noticia.data }}
Compartilhe

A importância de realizar uma pesquisa de preços adequada é indiscutível, e o Tribunal de Contas da União (TCU) já indica há anos a “fórmula” da “cesta de preços aceitáveis”, que corresponde à coleta de preços em diversas fontes de pesquisa devidamente apropriadas. Elas são: 1 - cotação específica com fornecedores; 2 - pesquisa em catálogos com fornecedores; 3 - pesquisa em bases de sistemas de compras; 4 - avaliação de contratos recentes ou pesquisa de preços adequada e a exequibilidade de propostas vigentes; 5 - valores adjudicados em licitações de outros órgãos públicos; 6 - valores registrados em Atas de SRP; e 7 - analogia com compras/ contratações realizadas por corporações privadas.

O voto do Ministro Relator Ubiratan Aguiar no Acórdão nº 2.170/2007 - Plenário ponderou que se deve primar por uma “cesta de preços” confiável para averiguar a aceitabilidade do preço diante do valor praticado no mercado.

“Esse conjunto de preços ao qual me referi como “cesta de preços aceitáveis” pode ser oriundo, por exemplo, de pesquisas junto a fornecedores, valores adjudicados em licitações de órgãos públicos - inclusos aqueles constantes no Compras governamentais -, valores registrados em atas de SRP, entre outras fontes disponíveis tanto para os gestores como para os órgãos de controle. O que defendo, repito, é a construção de uma “cesta de preços aceitáveis” que auxiliem os gestores e os órgãos de controle a identificar quais preços podem ser considerados como sendo de mercado”.

Ou seja, segundo o parecer, “a existência de outras fontes de consultas, além de reforçar a pesquisa de preços, serve de balizamento e parametrização para as cotações obtidas no mercado, razão pela qual sua realização deve ser privilegiada tanto quanto as características do objeto permitam”.

Conheça o Banco de Preços

A pesquisa de preços para sua Licitação pode ser até 10 vezes mais rápida com o Banco de Preços, que a única solução do mercado com cobertura de 99% dos sites de domínio amplo.

Ferramentas EXCLUSIVAS do Banco de Preços:

- Atualização diária;

- Preços da Tabela Sinapi – Decreto 7.983/13

- Preços CEASA/CONAB – Resolução nº 18 FNDE

- Filtro setorial

- Filtro avançado por palavra-chave ou preço

- 26 fórmulas para cálculo

- Histórico de vendas do fornecedor

- Treinamento e suporte gratuito: via telefone, chat online e videoconferência

- Sistema de elaboração da especificação do objeto – ferramenta interativa

- Sistema de elaboração do Termo de Referência – ferramenta interativa (modelo AGU)

 


Complementos

Link

Banco de Preços

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento

Leia também

Contratação integrada é mantida no texto-base do PL 1292/95

Concluída votação do projeto da nova lei de licitações pela Câmara dos Deputados

Governo prorroga prazo de envio da 1º revisão do PAC 2020


CONTAGEM REGRESSIVA

 

Dias

 

Horas

 

Min

 

Seg