CPI para licitações no sistema prisional

Convidados e parlamentares se reuniram no Senado e defendem investigação do sistema penitenciário

No Senado

Por Franceslly Catozzo / Sollicita

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado Federal realizou ontem (13) uma audiência pública sobre o projeto de lei que cria a obrigação de presos ressarcirem ao Estado as despesas com a própria manutenção. Durante a reunião, entretanto, outros temas entraram em pauta, como a gestão e as licitações do estabelecimento prisional.

Os especialistas convidados para a discussão utilizaram do momento do debate para defender a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a gestão do sistema penitenciário em todo país. A advogada criminalista Clarissa Tatiana Borges, por exemplo, foi a representante do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD). Ela é a favor de uma investigação da gestão orçamentária do sistema carcerário, que seria mal realizada. 

Já sou assinante >

Para continuar lendofaça sua assinatura e tenha acesso completo ao conteúdo.

ASSINE AGORA Invista na sua capacitação a partir de R$ 47,90 mês.

Complementos

Contratos públicos devem garantir até 6% do serviço a presos

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento