Lei Anticorrupção pode ser alterada e afetar licitações

PL prevê que empresas envolvidas em corrupção fiquem de fora das licitações por até cinco anos

Por Franceslly Catozzo / Sollicita

Um projeto de lei que tramita no Senado quer estabelecer que empresas corruptas recebam pena de suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com a Administração, por prazo de até 5 anos. A medida também proibe, pelo mesmo prazo, que a pessoa jurídica responsabilizada receba incentivos, subsídios, subvenções, doações ou empréstimos de órgãos ou entidades públicas e de instituições financeiras públicas ou controladas pelo poder público.

O texto altera a Lei Anticorrupção (Lei 12.846, de 2013) que já traz várias punições para empresas envolvidas nesse tipo de conduta, como multas, perda de bens, corte de benefícios fiscais ou creditícios e até o fechamento da mesma. De acordo com o autor do projeto, senador Ricardo Ferraço, entretanto, a lei em questão não fixou a pena de suspensão do direito de contratar com a Administração, necessária para o desestímulo das práticas corrosivas da corrupção.

Já sou assinante >

Para continuar lendofaça sua assinatura e tenha acesso completo ao conteúdo.

ASSINE AGORA Invista na sua capacitação a partir de R$ 47,90 mês.

Complementos

PLS 252/2018

> Visualizar

Secretaria de Combate à Corrupção inicia atividades

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento

Congresso Brasileiro de Pregoeiros
Faltam apenas
 
 
 
 
dias
horas
minutos
segundos