Câmara analisa sustar Decreto 9.507/18 sobre terceirização

Decreto entra em vigor em 21 de janeiro

Por Franceslly Catozzo / Sollicita

A Câmara dos Deputados recebeu um Projeto de Decreto Legislativo (PDC) que tem o objetivo de sustar o Decreto 9.507/18 que dispõe sobre a execução indireta, mediante contratação, de serviços da administração pública federal. O texto, que entra em vigor em 12 dias, causou polêmica por colocar em questão a "substituição" dos concursos públicos.

De acordo com a justificação da proposta, o decreto dá margem para que as possibilidades de terceirização sejam ampliadas "praticamente todas as áreas da administração federal". 

Já sou assinante >

Para continuar lendofaça sua assinatura e tenha acesso completo ao conteúdo.

ASSINE AGORA Invista na sua capacitação a partir de R$ 47,90 mês.

Complementos

MP estabelece os serviços que poderão ser terceirizados

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento

Assine AGORA o plano Sollicita Bronze
de R$ 47,90/mês por R$19,90/mês

Utilize o Cupom: SOLLJAN19

Exclusivo para os 100 primeiros!

Eu quero!