Como ficou a estrutura de ministérios do novo governo

São 22 ministérios

Por Franceslly Catozzo / Sollicita

Com a escolha do novo ministro do Meio Ambiente, o novo governo fecha a estrutura com o total de 22 ministérios. O único que deixa de ser ministério, por enquanto, é o do Trabalho, mas ainda está prevista a limitação de status da AGU e do Banco Central. A escolha foi realizada faltando menos de três semanas para a posse.

Confira como ficou a organização em 2019:

Ministérios vinculados à Presidência

- Casa Civil (Onyx Lorenzoni-DEM)

- Secretaria-Geral da Presidência da República (Gustavo Bebianno-PSL)

- Secretaria de Governo (Gen Carlos Alberto dos Santos Cruz)

- Gabinete de Segurança Institucional (Gen. Augusto Heleno)

Ministérios Gerais

- Economia (Paulo Guedes)

- Agricultura (Tereza Cristina-DEM)

- Meio Ambiente (Ricardo Aquino Salles-NOVO)

- Direitos Humanos (Damares Alves)

- Ciência, Tecnologia e Comunicação (Ten. Cel. Marcos Pontes)

- Relações Exteriores (Ernesto Araújo)

- Defesa (Gen. Fernando Azevedo e Silva)

- Cidadania (Osmar Terra-MDB)

- Educação (Ricardo Vélez Rodrígues)

- Saúde (Luiz Henrique Mandetta-DEM)

- Justiça e Segurança Pública (Sérgio Moro)

- Turismo (Marcelo Álvaro Antônio-PSL)

- Infraestrutura (Tarcísio Gomes de Freitas)

- Desenvolvimento Regional (Gustavo Canuto)

- Transparência (Wagner Rosário)

- Minas e Energia (Alte. Esq. Bento Costa Lima)

Órgãos que devem perder status de ministério em 2019

- Advocacia-Geral da União (André Luiz de Almeida Mendonça)

- Banco Central (Roberto Campos Neto)

Já sou assinante >

Para continuar lendofaça sua assinatura e tenha acesso completo ao conteúdo.

ASSINE AGORA Invista na sua capacitação a partir de R$ 47,90 mês.

Complementos

Governo contrata plano de segurança para Esplanada

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento

15 dias com preços  e condições de 2018!
R$ 47,90/mês por R$19,90/mês

f

SÓ HOJE!!!

EU QUERO!