CGU pede critérios técnicos para ocupação de cargos públicos

Sugestão de decreto afeta os cargos de indicação política

Pode se tornar decreto

Por Franceslly Catozzo / Sollicita

O Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU) encaminhou ao governo federal uma sugestão de decreto que estabelece exigências de critérios técnicos mínimos para a ocupação de cargos públicos no âmbito da Administração Pública Federal. O estudo alcança as funções preenchidas por indicação política de bancadas ou parlamentares.

A CGU quer garantir que, para assumir o cargo, os indicados tenham o preparo mínimo para o mesmo. A falta de competência técnica é um dos fatores que levam à corrupção e prejuízos aos cofres públicos por causa de má gestão e inabilidade do indicado.

Segundo estimativas do ministro da Transparência, Wagner Rosário, segundo divulgado pela Agência Brasil, enquanto a corrupção desvia em média 10% a 15% dos cofres públicos, os prejuízos causados pela má gestão chegam a 30% ou 40%.

Novo governo

Segundo informações, a sugestão de decreto  já está na Casa Civil e tem o aval do Ministério da Justiça, do Ministério do Planejamento e do Ministério da Fazenda. Além disso, a CGU também está em contato com a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Já sou assinante >

Para continuar lendofaça sua assinatura e tenha acesso completo ao conteúdo.

ASSINE AGORA Invista na sua capacitação a partir de R$ 47,90 mês.

Complementos

Falta de capacitação do gestor não impede responsabilização

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento

15 dias com preços  e condições de 2018!
R$ 47,90/mês por R$19,90/mês

f

SÓ HOJE!!!

EU QUERO!