STF cassa acórdão do TCU sobre dispensa aos Correios

Supremo confirma entendimento da AGU quanto a dispensa para serviços postais

AGU já havia publicado parecer sobre dispensa aos Correios

Por Franceslly Catozzo / Sollicita

O Supremo Tribunal Federal (STF), por meio de decisão do ministro Gilmar Mendes, cassou o acórdão do Tribunal de Contas da União (TCU) que proibiu a dispensa de licitação para serviços de logística dos Correios. O processo diz respeito ao Acórdão 1.800/2016 - Plenário, complementado pelo Acórdão 213/2017 - Plenário, que entendeu que a contratação direta proporciona inegável vantagem competitiva à estatal na prestação de serviços não monopolizados.

Segundo a decisão do ministro, a ECT preenche todos os requisitos para a contratação direta, já que foi criada em data anterior à edição da Lei 8.666/93. Também concluiu que o serviço de logística, apesar de atividade não exclusiva dos Correios, deve ser entendido como serviço afim ao serviço postal, o que justifica a aplicação de um regime diferenciado.

Já sou assinante >

Para continuar lendofaça sua assinatura e tenha acesso completo ao conteúdo.

ASSINE AGORA Invista na sua capacitação a partir de R$ 47,90 mês.

Complementos

ACÓRDÃO CAÇADO: ACÓRDÃO 1800/2016 - PLENÁRIO

> Visualizar

Decisão do Ministro Gilmar Mendes (MS 34939 / DF)

> Visualizar

AGU: novo parecer sobre dispensa para serviços postais

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento

Congresso Brasileiro de Pregoeiros
Faltam apenas
 
 
 
 
dias
horas
minutos
segundos