A importância da mulher no serviço público

Dia das mulheres: uma homenagem no portal Sollicita

Por Aline de Oliveira / Sollicita

Hoje a Administração Pública federal conta com mais de um milhão de servidores públicos, segundo dados do Painel Estatístico de Pessoal mantido pelo Mistério do Planejamento.  Os homens são maioria no serviço público. Mas as mulheres já ocupam 40,9% dos cargos federais. A primeira servidora pública do país foi Joana França Stockmeyer, que trabalhou na Imprensa Nacional, de 1892 até sua aposentadoria, em 1944. 

Para Nívea Bertão de Moraes, administradora da Nuclep, empresa estatal brasileira, a mulher trouxe para o serviço público um olhar mais sensível e humanizado.

“A mulher possui essa característica de perceber o ambiente e as características das pessoas. Possibilitando um ambiente mais acolhedor. A mulher enquanto servidora consegue entender os anseios da sociedade com um olhar mais humano e acaba por quebrar a rigidez tão natural nos serviço publico. Buscando a qualidade na prestação do serviço, mas sem perder a ternura. Acredito que essa seja a maior contribuição feminina ao serviço publico”, garante ela.

Simone Zanotello de Oliveira, advogada e consultora jurídica na área de contratações públicas, conta que no Brasil em geral as pesquisas apontam que as mulheres representam a maioria no serviço público.

“Sendo que o concurso público constitui-se numa das formas mais democráticas e imparciais de acesso ao mercado de trabalho público, com igualdade  de gêneros, diferente da iniciativa privada, visto que os concursos não podem trabalhar com opção de gênero”, lembra.

Com isso, Simone afirma que as mulheres têm contribuído efetivamente com seu trabalho nas mais diversas funções e cargos.

“Elas são excelentes profissionais e desempenham suas atividades tão bem quanto os homens. Mas destaco que algumas características femininas como a sensibilidade, a flexibilidade, a organização, a capacidade de realizar multitarefas, bem como a capacidade de superação e de perseverança, podem influenciar de maneira positiva as relações profissionais no âmbito da Administração Pública”, destaca.

Para Maria Queiróz, servidora do Instituto Gonçalo Moniz - FIOCRUZ – Bahia, hoje já conseguimos visualizar um grande avanço no caminho trilhado pelas mulheres.

“Em busca de espaço a mulher vem concorrendo com igualdade com o homem e sua importância no serviço público é notável. É importante salutar o fato de a mulher servir o público, pois assim ela participa ativamente de ações que muitas das vezes no passado cabiam apenas ao homem, como por exemplo: delegada, juíza, policial, engenheira, enfim... profissões que eram um tabu para a mulher”, lembra Maria.

Para ela, a importância da mulher no serviço público é crescente e vem assegurando direitos e garantindo novas oportunidades, além do espaço e do reconhecimento profissional.

“A mulher faz a diferença engajando-se cada vez mais na política, na participação da luta sindical, que a meu ver são missões importantes na vida política da mulher, para que fiquem em igualdade nessas lutas e também tenham equiparações salariais. Destaco que, em 1933, tivemos Carlota Pereira Queiroz como primeira deputada brasileira. É muito bom saber que hoje as mulheres já não temem em participar de concurso público e da política com igualdade”, diz.

 

 

Complementos

Painel de Pessoal

> Visualizar

Comentários

Nenhum comentário até o momento