Robô do TCU realizou mais de 100 mil varreduras em editais

Entenda como funciona ALICE, a inteligência artificial que detecta erros em editais e atas de pregão

Por Franceslly Catozzo / Sollicita

Os robôs entraram na luta por compras públicas mais eficientes e precisas. Há cerca de dez meses, o Tribunal de Contas da União (TCU) utiliza a ferramenta automatizada ALICE, acrônimo de Análise de Licitações e Editais, para realizar varreduras em editais de licitação. Já foram mais de 100 mil documentos analisados.

"O portal [Comprasnet] tem uma média de 200 publicações diárias, ou seja, a análise 'manual' de tudo isso seria, praticamente, impossível"

Já sou assinante >

Para continuar lendofaça sua assinatura e tenha acesso completo ao conteúdo.

ASSINE AGORA Invista na sua capacitação a partir de R$ 47,90 mês.

Complementos

Governo inicia censo para digitalização de serviços públicos

> Visualizar

Comentários

RENATO GARCIA PEREIRA
15/10/2018 - 17:10

Excelente esse processo de varredura, que seja expandido a todo Brasil. Precisamos modernizar e otimizar as compras publicas de uma forma geral.

Assine AGORA o plano Sollicita Bronze
de R$ 47,90/mês por R$19,90/mês

Utilize o Cupom: SOLLJAN19

Exclusivo para os 100 primeiros!

Eu quero!